Sábado, 7 de Maio de 2005

Javali Peixoto adoptado por rebanho de cabras

java2.jpg

foi salvo pelo leite das amigas e não as larga

As cabras seguem o pastor Nélson Rita pelos campos da Samouqueira (freguesia da Bordeira, concelho de Aljezur). De chocalho ao pescoço, vai também um javali, o ‘Peixoto’, agradecido às suas amigas por lhe terem salvo a vida, a ponto de não as largar.

Há uns sete meses, o pastor encontrou no campo o javali, ainda bebé, muito maltratado, e levou consigo o bicho, no regaço. O ‘Peixoto’ alimentou-se durante algum tempo, até ganhar forças, a leite de cabra. Agora já come a ração que lhe dão e o que os montes da serra de Espinhaço de Cão lhe oferecem, mas habituou-se a viver com as suas amigas e até faz parte do rebanho.

“Nunca vi nada assim... O bicho afeiçoou-se às cabras e dá-se às mil maravilhas com elas”, diz Nélson Rita. O ‘Peixoto’, agora com cerca de oito meses, “nunca teve atitudes agressivas com as cabras nem com os cães que acompanham o rebanho. Só se eriça quando vê porcos domésticos, que não gosta deles...”

O estranho caso de sã convivência entre o javali e as cabras foi descoberto, por acaso, por Flávio Figueiras, antigo presidente da Junta de Freguesia de Aljezur e candidato à liderança da Câmara nas próximas eleições, e o dono do rebanho, Celestiano Rodas Baixas, nem quer acreditar que o seu ‘Peixoto’ possa vir a aparecer na televisão.

“O bicho chegou aqui enfezado e doente de um olho. Alimentado a leite de cabra, recuperou num instante e, como não tem espelho, possivelmente sente que as cabras são a sua família...”, diz, não escondendo a sua admiração por um caso “nunca visto”.

“O javali dorme com as cabras e acorda junto delas, perto do meu monte, na Samouqueira. Depois sai com o pastor e anda todo o dia fora, sempre integrado no rebanho. Ao fim da tarde volta, come um pouco de ração, e deita-se com as suas amigas...”, diz Celestiano Rodas Baixas.

O chocalho ao pescoço serve para identificar o ‘Peixoto’ “e evitar que seja abatido caso alguma vez se perca”.

O animal responde ao assobio do pastor e “respeita o trabalho dos cães, quando estes recebem indicações para reunir o rebanho”.

Na sua vida diária, há algo que o javali não copia da família adoptiva: “Os banhos de lama que toma em algumas charcas situadas no trajecto que fazemos normalmente”, diz o pastor, que ainda não notou qualquer actividade sexual no animal. “Ainda não tem idade para isso... Veremos como se comportará daqui a uns tempos.”

Armando Alves, Correio da Manha 05-05-2005


publicado por cacipesca às 23:05

link do post | comentar | favorito
|

cacipesca@sapo.pt

 

à Pesca/Caça

.Pesquisar no Blog

 

.Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Posts Recentes

. Lontras na Barragem da Ma...

. CEPA - Almoço Convívio

. Festival do Peixe do Rio

. Abertura caça geral - Alv...

. Campeonato nacional Juven...

.Arquivos

.Link`s Úteis

----------------------

www.tvnatur.com

http://tvnatur.blogspot.com

----------------------

.:CAÇA

.

.:OUTROS LINK`S DE CAÇA

Benelli

Beretta

Browning

Fabarm

Armaria Alvarez

Sulbeja

Melior

 

-----------------------

.:PESCA

 

.:OUTROS LINK`S DE PESCA

Barragens

------------------------------
.:CONSERVAÇÃO/NATUREZA

 

-----------------------

.:DIVERSOS

 

-----------------------

.:Blog`s Amigos

Histórias de Caça em Portugal

Ribeira Seca

Pedro Weigand

Pesca em Revista

 

 

.últ. comentários

Tem mais beleza que a sua pergunta...quem não sabe...
Ola! Eu estava a passar ferias no Alentejo perto d...
Olá, eu gostaria de saber o que vocÊ acha dessa ca...
Olá JoãoObrigado pelo seu comentário.Gostei muito ...
Eu estive acampado na Barragem da Marateca perto d...
Boa Tarde ArturObrigado pelo seu comentário.envie-...
Boa tarde!Tenho lido o seu blog ao longo dos anos ...
Boas noites caros amigos, deixo aqui o nosso blog ...
Em Moçambique o nome do peixe é «Mussopo».Vi um pe...
Se o peixe gato do Alqueva é preto é exactamente ...

.mais comentados